Crescimento da Vice-Província

Depois de alguns anos de missão em Santa Fé do Sul, começou a surgir jovens que queriam conhecer a Congregação e serem religiosas. Foi esta preocupação que motivou as irmãs a fundar a segunda comunidade, com o objetivo de ser casa de formação das Oblatas no Brasil.

 

A Igreja local de Andradas (MG), estava solicitando a Congregação, irmãs para assumirem a coordenação da entidade Lar da Criança Andradense. Em resposta a este chamado e para concretizar o projeto de ter uma casa para formação, no dia 25 de março de 1977, chegaram três oblatas nesta cidade: Ir. Andréia, Ir. Maria Luisa e Ir. Xavéria.

  Em 1979 chega para iniciar o processo de formação, as quatro primeiras vocacionadas brasileiras: Maria Aparecida, Jesuína, Ana Rosa e Maria Eulália.

Em 1982, a Congregação é  convidada a assumir o trabalho das Irmãs Catequistas, na cidade de Jales, que depois de muitos anos no Brasil esta Congregação retornava para a  Holanda. A  Paróquia de São José Operário, que não tinha pároco, foi confiada as Irmãs Oblatas da Assunção, na pessoa de Irmã Maria da Compaixão, como responsável pela animação e coordenação  enquanto as outras irmãs  atuavam nas diversas pastorais,  formando lideranças e novas comunidades,  dando assistência a famílias carentes… Esta comunidade  também foi destinada à acolhida de jovens vocacionadas.

Com o crecimento do grupo, as comunidades no  Brasil em 1988, deixam de pertencer diretamente a Provincia da Holanda e se torna uma região, sendo  Irmã Maria da Compaixão  nomeada superiora regional e Ir. Andréia assistente.

No mesmo ano, acontece mais uma fundação na cidade de Campinas, sendo o noviciado transferido  para  esta nova comunidade.

Em 1991, a região do Brasil se torna Vice-Província, sendo  Irmã Maria da Compaixão a primeira Vice-provincial do Brasil e  Ir. Maria Aparecida, assistente.  Andradas torna-se sede da Vice-Provincia.

Em fevereiro de 1993, em fidelidade ao carisma missionário e respondendo aos apelos da Igreja do Norte, a Vice-Provincia do Brasil funda uma comunidade no Amazonas, na cidade de Tapauá. Terra de Missão, onde as Irmãs tem a missão de animar a vida pastoral, formar lideranças, trabalhar na saúde, educação, com os ribeirinhos, CIMI (Conselho Indigenista Missionário)…

Em 1994, Irmã Maria Aparecida se torna a primeira Vice-Provincial brasileira. Neste mesmo ano,  inicia-se a caminhada de um grupo: Oblatas, Parentes e Amigos das (OPA), primeiro nível do Laicato.  Este grupo de convivência e crescimento na espiritualidade da Congregação, foi crescendo em número e participação com reunião anual em Campinas ou Andradas e mais tarde em Tapauá eem Manaus. Destegrupo surge o terceiro nivel do Laicato, onde a  Vice-Província acolhe oficialmente, em1999, a primeira leiga consagrada, Beatriz Goez, que faz parte também das nossas comunidades religiosas.

O Brasil, abençoado pelas missionárias européias, se abre para receber missionárias africanas. Em 1997, chega  Ir. Beatriz, primeira missionária do Congo, mais tarde,  Ir. Arllete, Ir. Espérance e Ir. Felicienne.

As Oblatas, continuando a responder aos apelos da Igreja do Norte, funda  em outubro de 2002 uma nova comunidade na periferia de Manaus-AM, na área missionária Santa Helena, no bairro Rio Piorini, com a missão de também ser apoio para a comunidade de Tapauá, trabalhar  no acompanhamento e animação  das comunidades e pastorais, na formação de lideranças,  em projetos sociais, na saúde alternativa… Manaus tornou-se também comunidade de acolhida para jovens do Norte, que desejam nos conhecer e fazer uma experiência comunitária  na nossa Congregação.

Em 2007, mais uma missionária Latino Americana, Ir. Ximena, Chilena, chega ao Brasil para contribuir com a missão em Tapauá.
Em 2010, Irmã Luisa Drago volta a ser missionária no Brasil depois de dedicar alguns anos na sua terra natal (Itália).
 
Após o 15° Capítulo Geral em 2011, a nossa Congregação passou por algumas mudanças na parte de extrutura. Nossas missões deixaram de ser chamadas “provincias” e passaram a ser “POLO”. Agora somos REGIÃO AMÉRICA LATINA, incluindo nossa mais nova missão no Paraguai.
 
 
 
 
Hoje a Região do Brasil é composta por cinco comunidades: Andradas, Campinas, Tapauá, Manaus e Paraguai. Temos o privilégio de vivermos a internacionalidade, a riqueza das diferentes gerações, compartilhar e viver o ardor  missionário, que animava e que foi plantado pelas primeiras Oblatas.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s