Mais um lugar para dar graças ao Senhor

Queremos partilhar da nossa alegria com cada um de vc. Essa alegria é a  bênção de um  terreno doado  para a nova comunidade da paróquia Nossa Senhora de Fátima no comando dos Rogacionista,

Essa comunidade  será chamada de Nossa Senhora da Assunção.

Como Oblatas, nesta missão que nos foi confiada,  nos enchemos  de alegria por  ser capaz de ter na paróquia onde servimos uma capela dedicada  ao culto e a oração .

A Eucaristia foi presidida pelo pároco Darío Martínez na  qual  partilhamos momentos de alegria e orgulho,  junto aos doadores   do terreno e pelos vizinhos, sabendo que em breve terão  um lugar perto de suas casas, para  agradecerem  a Deus as  graças recebidas e onde as crianças e jovens  poderão se  reunir para serem catequisados  a fim de receberem  os sacramentos.

Junto às  palavras do doador nossos corações foram tocados e comovidos  e assim o Ressuscitado continua fazendo  milagres, tocando   corações  e mudando vidas .

Que  o Senhor derrame e multiplique  Graças  sobre essas pessoas de bom coração e continue a  abençoar este novo trabalho para construção de  seu Reino .

 

Irmã Ivone Luna

San Lorenzo/ Paraguai.

Pastoral vocacional no Paraguai

Caros (as)  amigos (as) , aqui  compartilhamos  com vocês algumas das nossas atividades pastorais em Atyrá no Paraguai.

No dia 23 de abril tivemos nosso primeiro encontro de PASTORAL VOCACIONAL, onde participaram duas jovens de Atyrá .Os temas discutidos foram: “OS  DESAFIOS E PROBLEMAS DA JUVENTUDE DE HOJE ”.  Houve   momentos de oração, canto, dinâmicas, vídeo, terminamos o encontro com um rico almoço. 

Na parte da tarde fomos  visitar  uma comunidade chamada Candelária, que  fica aproximadamente a um quilometro de nossa casa no centro de Atyrá.

Nesta comunidade a Irmã Feliciene e a Noviça  Gabriela acompanham as crianças do Coral e do Santo Rosário todos os sábados, a irmã. Karina acompanha a Catequese das Crianças na tarde de domingo.

A comunidade é muito humilde, simples, mas apesar de tudo é uma comunidade amorosa e atenciosa para com as irmãs Oblatas.

Por não termos ainda uma capela neste lugar, as atividades são realizadas no pátio de uma escola, de Candelária.

Pedimos  a todos para orarem  por nossas missões ao redor do mundo.

Irmã Carina LLanes

 

 

Páscoa jovem

 

Nesta Páscoa nos as irmãs Oblatas da Assunção participamos da organização da Páscoa Juvenil realizada no Paraguai – San Lorenzo na Paroquia Nossa Senhora de Fátima, nos dia 13, 14,15. Nós as Aspirantes Porfiria e Edith participamos pela p Páscoa jovem rimeira vez,  para nós foi uma boa experiência para aprendermos e sabermos muitas coisas sobre valores religiosos e a vontade de Deus para cada momento de nossas vidas, e como aspirantes que somos estamos fazendo a experiência em deixar toda as nossas famílias para  adquirir conhecimento sobre a vida religiosa .

Participamos da Missa do lava pés, e de todas as outras atividades que envolvem o tríduo pascal.

A dinâmica utilizada foi: palestras, louvor, brincadeiras, trabalhos em grupos e principalmente a Eucaristia.

Os jovens escolheram como lema “Nós estamos festejando com Jesus” é verdadeiramente festejar com Jesus para o triunfo sobre a morte.

 

As Aspirantes Porfiria e Edith

SMP – Santas Missões Populares e IVC – Iniciação a Vida Cristã

Em nível de nossa Prelazia de Lábrea, acolhemos com alegria e entusiasmo, as prioridades decididas em Assembleia (de 2015), o Projeto das SMP (santas missões Popular) e o Processo de IVC(Iniciação a vida Cristã) Modelo Catecumenal.
Agradeço a Deus, ao nosso bispo D. Santiago, aos freis Agostinianos Recoletos, as irmãs Oblatas da Assunção, o missionário leigo Orly (coord. De pastoral da Prelazia), todos missionários e catequistas de toda a Prelazia, e pessoas comprometidas com as SMP e com a catequese.
A realidade atual sinalizou a necessidade de dar uma sacudida e atualização na missão de Jesus, e nossas paróquias chamadas para essa missão aceitou o compromisso de colaborar no anúncio da Palavra através da IVC e das SMP, a grande etapa de nossas vidas.
As SMP, já estão acontecendo em nossa Paróquia e o processo de IVC também, por isso rendo graças a Deus pela vida de todos os missionários de nossos setores e pela vida de nossos catequistas que, que dia a dia com dedicação, entusiasmo e sacrifício, ajudam muitas pessoas a viverem em pequenas comunidades (setores onde os grupos de Jesus se reúnem), realizando e aprofundando o encontro pessoal com Jesus.
Almejo que todos continuem firmes na missão.

Tapauá – AM/ Abril de 2017

Francy Ramos (Coord. da Catequese da Prelazia de Lábrea)

Fraternidade d’Alzon…Família OPA!

Quando Padre Emmanuel d’Alzon idealizou a missão que seria confiada às Irmãs oblatas, estava implícita a participação de pessoas leigas que pudessem ajuda-las na propagação da missão em prol do Reino.
Passados tantos anos estamos hoje interagindo com elas, seja no Brasil, no Paraguay e tantas partes do mundo e, quiçá, também no México, onde pede a presença das Oblatas.
Os leigos, num primeiro momento, faziam uma ideia de irmãs reservadas, fechadas em sua clausura, não abertas ao diálogo. Ledo engano, tudo isto elas provaram em contrário.
Quem convive, como leigo, percebe imediatamente a sua predisposição em repartir sua vivência, no aprofundamento espiritual, no trabalho comunitário, no serviço particular de cada uma. Muitas delas deixam marcas que ficam, felizmente, impressas nos nossos corações. Jamais serão esquecidas.
Os leigos do OPA, juntamente com as irmãs, é uma família na acepção da palavra. Às vezes os nossos reencontros tem um espaço de tempo maior, e aí a saudade de revê-las aumenta. Sinto que d’Alzon está com um leve sorriso por tudo isso.
Isto não seria possível se não tivesse sido acolhidos de uma forma tão carinhosa!!! Por isso esta vontade sempre presente em estar juntos.
E nada melhor que os nossos encontros, realizados anualmente, com a participação efetiva das irmãs, para o reabastecimento espiritual e sobretudo as gargalhadas. Ninguém fica de cara amarrada. O clima amigo impera.
Os leigos que tem o privilégio de participar destes momentos só podem fazer isto: louvar e agradecer ao Pai por termos pessoas, tão perto de nós, que dedicam a sua vida por uma causa maior: evangelizar. (Vanderlei Gerlach – OPA Sudeste).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para o Reino me Consagro…

Dia 5 de fevereiro de 2017, as noviças Elizabeth Velazquez e Ivone Rodriguez, ambas Mexicanas, deram o seu sim a nosso Senhor, professando os votos de castidade, pobreza e obediência. Deus concedeu- lhes a presença de seus familiares, e representante dos Padres Assuncionistas que vieram do México para partilhar conosco este momento muito importante. Como era de se esperar foram emoções que estiveram na flor da pele, Eis o que partilha as jovens Irmãs Oblatas: “Fazer parte de uma nova família como oblata, encheu nossos corações de alegria, estando ciente da entrega a Deus em corpo e alma para a construção de seu Reino em mim e nas pessoas que nos rodeiam, assumindo ainda mais plenamente a construção da dignidade humana, fizeram brotar em nosso ser sonhos e esperanças para dar a luz de Jesus em nosso mundo. A entrega e o compromisso dá um sentido mais profundo em nossas vidas como mulheres e como consagradas. Sentimo-nos chamadas por Deus para dar tudo de nós, generosamente e sem reservas, confiando na graça de nosso Senhor que no dia a dia ela vai se formando no nosso ser, esperando um dia poder repetir as palavras do Apostolo Paulo: Não sou eu, é Cristo que vive em mim. Que o Senhor nos conceda, então, a alegria do serviço para cada uma de nós e nos ensine a viver com humildade e caridade este chamado”.
(Imãs. Ivonne Rodriguez Luna O.A.)

Quem parte leva saudades… 28 anos de presença religiosa OA em Campinas!

quem parteO dia 25 de maio 2016, foi uma data marcante para todas nós Oblatas da Assunção da Região Brasil/Paraguai, pois marca nossa partida, após 28 anos de presença religiosa, na paróquia São Judas Tadeu, Campinas/SP.
Nossa aventura em Campinas começou no dia 20 de fevereiro de 1988, com a chegada das primeiras Oblatas, Ir. Ângela Van de Laar, Ir. Luisa Drago e as noviças Francisca Reis e Silvia Maria Souza (hoje leigas), com o objetivo de ser comunidade do noviciado, inserido no meio popular e mais próximo dos locais de formação. Trechos desta aventura se encontra no diário da comunidade, escrito por Ir. Ângela:

“À noite do dia 20 de fevereiro, por volta das 19:00 hs, um caminhão veio para carregar os móveis que serão levados obpara Campinas. Às 21:00 hs tudo estava pronto e o caminhão foi no depósito durante a noite. Para as quatro: Ir. Luisa Drago, Ir. Ângela van de Laar, com as noviças, Francisca Reis e Silvia Maria Souza, foi a última noite em Andradas. Depois do almoço no dia 21, aconteceu a despedida das irmãs, que foram de Kombi para a nova residência em Campinas/SP. Saímos mais ou menos às 13:00 hs de Andradas, chegamos por volta das 15:00 hs na nova casa. Depois de uma hora, tudo foi descarregado. Começamos por arrumar as coisas, primeiramente nossas camas, pois precisaríamos para dormir. Às 18:30hs lanchamos, com o prato no colo, porque nós não tínhamos os móveis. Nós tivemos muita sorte, porque a TV funcionou sem a antena. Após as notícias, jogamos nossa primeira canastra na nova casa e logo depois fomos dormir. A primeira noite foi muito tranquila”. (Ir. Ângela van de Laar- Diário da comunidade, Fev. 1988).

unidAo longo destes anos a comunidade Marie Correnson sempre esteve aberta para acolher as etapas de formação, seja do aspirantado, postulantado, noviciado e juniorato, sendo que em 1991, o noviciado tornou-se Latino Americano, passando a acolher jovens do Chile, que vinham fazer o noviciado no Brasil e mais tarde a partir de 2008, também jovens em formação do Paraguai… A comunidade sempre teve um rosto intercultural, pois acolheu diversas nacionalidades: brasileira, chilena, paraguaia, congolesa, italiana, francesa…, rosto este própriosf das Oblatas da Assunção.

Como “Filhas da Igreja”, procuramos ser presença religiosa, fazendo nossa a Palavra do Senhor: “Pai, que venha Teu Reino”, colaborando principalmente nas comunidades Divino Espírito Santo (Jd, São Fernando) e Sagrada Família (Jd. Paranapanema) através das diversas pastorais e no serviço aos mais pobres, sempre preocupadas com o crescimento do homem e da mulher no Espírito do dEvangelho.

A comunidade passou por momentos difíceis, porém cada uma que passou pela comunidade foi marcada, pela presença dos leigos na vida da comunidade… Desde a chegada até o fim a presença de amizade e colaboração na formação das Oblatas foi algo muito significante que levamos cravados no nosso coração. É dai também que nasceu o maior grupo do OPA e leigos missionários da Fraternidade d’Alzon.

As Oblatas são mulheres inquietas, que estão sempre em busca de responder aos apelos de Deus e da Igreja. Após um tempo profundo de discernimento, em 2015 o noviciado foi transferido para o Paraguai e foi2 tomada a decisão de fecharmos provisoriamente esta comunidade para reforçarmos outras missões, principalmente no norte, com perspectiva de nos próximos anos avançarmos para águas mais profundas, agora na América Central. A Ir. Felicienne foi enviada para a comunidade de Atyra/Paraguai, Ir. Arlette e Ir. Cristiane para a Missão de Manaus/AM.

A casa de Campinas neste momento já está alugada para uma família amiga da comunidade do Divino Espirito Santo, que perdeu tudo no trágico incêndio que aconteceu no último mês de Abril no bairro São judasFernando. Foi muito legal entregarmos as chaves da nossa comunidade para esta família que precisava de um local para reconstruir suas vidas. Que Deus os abençoe e que eles possam ser felizes debaixo deste teto, assim como nós Oblatas fomos durante os anos que passamos em campinas. Depositamos nas mãos e no coração de Deus o futuro… se iremos reabrir um dia novamente esta missão, somente Ele sabe. Se for da vontade Dele iremos fazer comaa1 muita alegria!

Em nome de todas as Oblatas, antes de agradecer, peço perdão a Deus e a todo o povo, pelas nossas incoerências e por não fazer crescer o Reino de Deus em nós e em torno de nós, como Ele esperava. Perdoem-nos se causamos dor e sofrimento a todos que estavam perto nós ao longo destes anos…

Permaneçamos unid@s pedindo ao Dono da Messe que envie hotoperários/as a sua messe. Sem citar nomes… Agradecemos a cada
Oblata
que contribuiu com esta missão, com determinação, ousadia, coragem…; a todas as jovens que passaram pela comunidade e que não prosseguiram como Oblatas da Assunção e hoje estão
inseridas na Igreja, como mães, esposas, leigas engajadas… continuem levando aonde vocês estão a herança recebida do carisma das Oblatas; Obrigada aos Padre Assuncionistas pela acolhida na Paróquia São Judas Tadeu e a todos aos benfeitores e colaboradores na formação das Oblatas; Obrigada a todos os leigos e leigas, pela dsc_0625amizade, apoio, colaboração…, pelo espírito de família que sempre esteve presente e nos sustentaram durante este anos. Queremos dar Graças principalmente a Deus por Ele ter permitido vivermos tantas Imagem1experiências bonitas junto com o povo campineiro, da
paróquia São Judas Tadeu e principalmente das comunidades Sagrada Família e Divino Espirito Santo. Agradecemos também aos leigos e leigas de Hortolândia, que mesmo sem a nossa presença por lá, sempre marcaram presença no OPA  e sempre nos apoiaram.

Assim como o profeta Isaías, sentimo-nos nas mãos de Deus e para marcar nossa total disponibilidade de Oblatas, dizemos: “Eis-me aqui, envia-me”! ( Ir. Fátima-OA/Andradas)

Este slideshow necessita de JavaScript.